Desvio de septo: causa, diagnóstico e tratamento com médicos Otorrinos

O desvio de septo é algo extremamente comum, e é totalmente possível que qualquer pessoa que apresente essa característica consiga viver toda sua vida sem apresentar qualquer queixa motivada pelo desvio acentuado do septo nasal.

Desvio de septo

Entenda mais sobre o desvio de septo nasal, suas causas e como os Otorrinos podem proceder para tratar e resolver o problema quando necessário.

O que é o desvio de septo?

O septo é um tipo de parede formada por tecido ósseo e cartilagem, revestida por mucosa responsável por fazer a separação das cavidades nasais.

Cada um dos lados das cavidades nasais possui estruturas que funcionam como filtros para que o ar chegue mais limpo aos pulmões.

Ao contrário do que se imagina, o septo não faz a divisão das cavidades nasais de maneira totalmente igual em linha reta, podendo apresentar desvios em vários graus, que, na grande maioria dos casos, não representa qualquer tipo de problema.

O desvio do septo se torna um problema quando a respiração do indivíduo fica comprometida em decorrência desse desvio.

Além disso, podem ocorrer ainda outros sintomas causados pelo desvio de septo, como sangramento e quadros de sinusite decorrentes do acúmulo de secreção na região frontal da face.

A pessoa com desvio acentuado do septo pode sofrer também com dificuldades para dormir e ronco.

O que pode causar desvio de septo?

É comum que o desvio de septo já esteja presente desde o momento do nascimento do bebê, mas também é possível que ele se desenvolva devido a outros fatores em crianças e adultos.

A cartilagem do septo pode se desenvolver de maneira irregular em decorrência de cirurgias, traumas e tumores, principalmente ocorridos ainda durante a infância.

Como os médicos Otorrinos fecham o diagnóstico?

O diagnóstico do desvio de septo pode ser confirmado através de exame físico realizado pelo otorrinolaringologista.

O médico utilizará instrumentos que realizam a abertura das narinas, para que o profissional possa observar e analisar a região.

Em certos casos, é possível que seja necessária a realização de uma tomografia da face, para compreender se existem quadros de sinusite associados.

Desvio de septo tem cura?

Como o desvio de septo não se trata de uma doença propriamente dita, mas de uma formação irregular, na maioria dos casos, não é necessário realizar nenhum tipo de tratamento para corrigir o desvio.

Grande parte das pessoas possui algum desvio de septo, muitas vezes imperceptível, e não sentem qualquer tipo de sintoma ou desconforto, o que faz com que não seja necessário buscar ajuda profissional.

Nos casos nos quais o paciente possui um desvio de septo muito acentuado, é possível recorrer ao procedimento cirúrgico, para corrigir o desvio e eliminar os sintomas.

Conclusão

O desvio de septo é algo muito comum e pode estar presente na maioria das pessoas desde o nascimento, ou então surgir em decorrência de traumas e outras doenças, e os casos em que o desvio é muito acentuado, a ponto de causar desconfortos e problemas mais graves, são bastante raros.

Nos casos nos quais esse desvio é muito acentuado, a melhor opção de tratamento pode ser o procedimento cirúrgico, que tem como objetivo corrigir o desvio e eliminar todos os sintomas causados por ele.

Leave a Reply

Your email address will not be published.